sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Avião de 1911 no gelo

Exploradores australianos descobriram preso no gelo da Antárctida um dos primeiros aviões. Desde 1911 que o pequeno aparelho permanecia no continente gelado.

O avião de um lugar foi o primeiro fabricado pela empresa britânica Vickers, oito anos depois do primeiro voo dos irmãos Wright, pioneiros da aviação, em 1903. Segundo um dos autores da descoberta, Tony Stewart, "aconteceu um grande episódio na história da aviação da Antárctida". O aparelho foi levado pelo explorador australiano Douglas Mawson, que desejava ser o primeiro a sobrevoar a Antárctida. Um plano não concretizado, porque o piloto que veio de Londres com o avião sofreu um acidente na Austrália num voo de teste. As asas ficaram danificadas e foram separadas da fuselagem.

Mawson optou por levar o avião de navio e por utilizar o aparelho como um tractor, para rebocar trenós. Ideia que não resultou, apesar de equipar o Vickers com esquis.

O motor viria a ficar danificado pelo frio, e Mawson deixou o avião no Cabo Denison em 1914, explicou David Jensen, presidente da Mawson’s Hut Foundation. Mawson abandonou em definitivo os restos do Vickers em 1931.

Equipados com aparelhos de ressonância magnética, três equipas de exploradores procuravam a fuselagem do aparelho, visto pela última vez em 1975 no Cabo Denison, preso no gelo. A descoberta no dia de Ano Novo foi possível graças à excepcional maré baixa, ao derretimento do gelo e ao factor sorte. "Um dos membros da expedição, que reparava a casa de madeira de Mawson, avistou a fuselagem metálica no meio das rochas.

Segundo Jensen, a fuselagem seguirá agora para Austrália.
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...